sexta-feira, 5 de novembro de 2010

RECOMEÇO

Tela de Pino Daeni
Mudar faz parte da vida.

Nada é imutável. No eterno ciclo da vida, revestidos de esperanças, vivemos em constante mutação.
Reconheço, conheço os recomeços. Intercâmbio de sonhos dobrados e desdobrados, vicejando, gradativamente, em novos cenários.
Envolta na compreensão do momento fecho a última gaveta. Busco, instantaneamente, revestir a mesa e o ambiente despojado na tentativa de reviver e reavivar o tempo e as lembranças da vida vivida nos últimos anos.
Pedaços, retalhos, imagens e movimentos misturam-se, fotograficamente, e lentamente esvaem-se.
Vulnerável ao previsível momento, deixo fluir, prematuramente as saudades que com veemência me toca, machuca e vibra em comovido compasso com a vida. Mas impelida pela confiança, e a experiência adquirida contemplo o velho tempo e, em tácito acordo interno, remodelo meus pensamentos com o intuito de vislumbrar os desafios e a magia do novo tempo que se espraia.
Propagando densos sentimentos, deslizo insistente e persistente.
Excitando a mente restauro o equilíbrio e vou desatando meus sonhos.
(E.W.N)

2 comentários:

  1. No Sonhar, sentir e agir
    se fundamenta o viver
    Na espera do que há-de vir
    com a força do nosso querer.

    Força amiga


    Um terno abraço, com amizade

    ARFER

    ResponderExcluir

De fragmento em fragmento vou compondo a minha história.Obrigada por fazer parte desta historia.

Fragmentos

Fragmentos

Recomeço

Recomeço