domingo, 30 de dezembro de 2012

Feliz Ano Novo


Feliz Ano Novo a todos, e que esta viagem que se reinicia venha revestida de momentos inesquecíveis e muitas felicidades.

É este renovar constante que embala e afaga nossos sonhos e a vida se firma e dá brilho á nossa sempre nova caminhada.

 Amigos(as) meu carinho especial
Boa Sorte! Eloah

terça-feira, 18 de dezembro de 2012

Prece

Presépio Instalado na Praça XV  de Novembro - Centro - Florianópolis

Desejo a VOCÊ:
Que o não seja a palavra da liberdade e da opção;
Que o sim venha possuído da força do coração e 
que a aquiescência seja a fonte da razão, 
da emoção e da paixão;
Que o tempo seja o sinônimo de poder realizar e
 que o infinito, na sua pluralidade, 
possa criar e recriar faces amadas;
Que as certezas encantem a alma inocente, 
que indiferente, de repente, na sua esplêndida 
loucura venha abraçar a lua;
Que o canto não seja um pranto e que o som 
brando seja o adejo que prenuncie 
depois do amor um terno beijo;
Que a vaidade exista sim - mas que venha despida 
do egoísmo e da soberba;
Que as sombras sirvam apenas como ponto de 
parada não de chegada e que a luz seja o lume 
que norteia as curvas do caminho;
Que a mocidade não se perca nas horas contadas 
e recontadas e que o coração se revista e resista
 na eterna esperança, em abundância;
Que os sonhos sejam a aurora que mora 
faustísssima 
e faça do ser e do ter real significado.
Que o sorriso e o franco riso carreguem 
de tenura a ventura que fulgura e propicia 
a alegria pura.
Que o amor indômito, em festa, manifeste
 os sentimentos e que os desejos sejam a harmonia 
que vibra, eleva e dá dignidade a alma.
Que a maldade fique aquém e além e que se 
faça sempre o bem para alguém;
Que as amizades estejam sempre presentes e que 
não falte nunca ombros amigos;
Que as mãos se estendam em direção a outras mãos 
e que a inclusão esteja presente no coração 
de todos;
Que o trabalho seja a fonte da vocação e o condão 
da realização;
Que a viagem seja uma trilha luminosa e que 
os pés, ao sair do ninho, no compasso,
 acertem o passo, 
e na sua inevitabilidade emprestem a marcha,
 o brilho das estrelas, o sabor do vento, o calor 
do sol, o conforto da humanidade e
 o preciosismo da vitória.
Enfim, que a paz seja a constante de todo instante.
Feliz Natal!


quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Ingenuidade


A ingenuidade permanece em nós arraigada na sua imaculada aspiração de sonhar com a felicidade desejada.

Pobre, modesta e límpida virtude.!Nem seus passos brandos, nem sua ânsia são capazes de fazê-la permanecer intacta no bojo do abrigo que para si criou.

A vida e suas singularidades vãi levando e corroendo com descaso as bordas que servem de apoio para enfrentar as adversidades.

Não somos perfeitos.
A caminhada alia-se a realidade conspiradora - dura coadjuvante a despeito do recato, da beleza e da singeleza dos sentimentos da alma.

 Remexe , suga, desloca, agita e muitas vezes, acalma, abranda e sossega os sonhos.

Funde-se a desesperança, perde-se até o brilho na jornada, mas jamais a desilusão fará da marcha a apatia que impedirá a evolução, o aprendizado e as lições que a vida dá.



sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

Sem Amor


A vida sem amor é vento frio,
É sono estéril,
 Sopro vazio e ofego reprimido.
É luz que se apaga e do tempo, escuridão faz.

Sem respostas a chama desvanece
Espantalho agonizante
Num último rastilho, parte do coração se vai,
Parte da alma, triste, esmorece.

Faz-se silêncio
Nada é fácil, jamais.