segunda-feira, 19 de maio de 2014

Esperança

Esperança,
Trazes no vento asas de serenidade
Sopro arredio , anseio que flui, agasalha e incerto apaixona
De luar envolta ,te  soltas em festa, gorjeias e cantas.
Como bruma em ermos descampados vestes o sonho de brancura engrinaldada, mística e leve como o alado voo dos pássaros.
Ritual  aéreo, possuis da vida o perfume das rosas ,  essência que viceja livre pelo coração, e gravita.
Sidéreo desejo secreto, feito de ardor, florescência, de sonhos e de paz.
És clarão sobranceiro, caminho de flores, generoso beijo de luz e de fé.

De sonhos gerada,  Deusa da felicidade, feita de viço,  buscas na alma o clamor e  a emoção eterna do amor.


sábado, 10 de maio de 2014

Amor e Dor de Mãe

Minha homenagem à todas as mães e a você especialmente que visita meu Blog.

"Sei de mulheres tristes, submissas, violentadas, mutiladas, perseguidas e queimadas - sem espaço e sem vida.
Sei de mulheres sedentas, esfomeadas, desgastadas do tempo, da dor, do medo, 
das amargas mágoas e das cicatrizes incuráveis.
Sei de mulheres, que como tantas 
carregam nos ombros a herança
 sombria de Ser - alimentando-se de inquietudes, desesperanças e lágrimas 
que calam fundo na alma e deixam rastros na história.
Mas eu sei também, que estas 
mulheres no tempo, no espaço da
 vida, escondem as dores, descoram as tristezas para que no aconchego de
 seus braços possam transformar o 
silêncio da alma em ternura, abrigo e acalanto para seus filhos.
Sei da sua acordada fé, sua tenacidade, resistência, sua doação, sacrifício e a
magia da doçura que se faz leveza intensa e sempre maior.
Sei que suas mãos 
perpassam, confortam, agasalham 
e transmitem no afago o afeto absoluto
 e pleno do amor, que resiste e persiste  no seu coração de Mãe.
Transcendência, dádiva generosa,
 catarse purificadora, que faz da mulher
 e do seu amor, o amparo único 
e insubstituível no coração dos  filhos amados,agora e sempre."