segunda-feira, 18 de novembro de 2013

Alma Misteriosa


 Alma misteriosa
Depuras viva, viçosa,
Recantos sonhadores e
Serenos sentimentos.
Sem mácula és
Delicada flor exótica –
Límpida, quase divina.

Trazes na sombria fé fecunda
O misticismo, a emoção e a alquimia.
Irrequieta liberdade
Canto e prosa
Vivendo e sangrando
Eloquente e sempre bela.

Alma misteriosa
Tens a face do amor
Que queima e abrasa
Mas tens olhos de dor
Dragões adormecidos
Rastilhos de mágoas e
Profunda solidão

Sem queixumes
Diluis de leve
Dolentes mistérios e
Embalas em suave soturno
Coisas que o coração derrama
no peito...e enternece.


16 comentários:

  1. Tudo que vem do coração nos enternece.LINDO poema,Eloah!! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  2. Fiquei enternecido, com a beleza da sua poesia.....
    Uma boa semana..
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Querida Eloah
    Muito obrigada! Graças a si,conheci a doce Sueli,que agora é minha seguidora e comentadora.Um encanto de pessoa!Bem haja!
    O seu poema,como sempre,é um deslumbramento! A alma,sempre misteriosa,enternece-nos,pois é a fiel depositária de todos os nossos sentimentos.
    Muitos parabéns.
    Beijinhos
    Beatriz

    ResponderExcluir
  4. Uma alma que apesar de misteriosa traz a clareza dos nobres sentimentos. Um beijinho, Eloah!! Grata por passear pelo meu INFINITO...

    ResponderExcluir
  5. Delicadeza, encanto, sentimento!
    Sempre bela!
    Com carinho.
    bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi, Eloah!
    Não tem nenhum sofrimento nessa vida que passe por nós sem deixar nenhum ensinamento. Simbolicamente dizemos que há beleza na tristeza, pois essa sempre vem arrancar de nós os sentimentos mais profundos e fazer de nós pessoas melhores.
    Beijus,

    ResponderExcluir
  7. Obrigado pela sua visita, e pelos belos poemas
    que aqui nos deixa.....
    Beijo

    ResponderExcluir
  8. Uma alma misteriosa que divaga em poesia e encanta quem lê.
    Bom domingo
    Beijinhos
    Maria

    ResponderExcluir
  9. Minha querida,
    ...e tu és a depositária fiel do mistério da alma, da nascente de palavras que mais que poesia é sentimento envolto na bruma do
    inconsciente que nos esconde tanto! Ler-te é deixa-.mo-nos levar pelo encantamento das tuas palavras sempre com a suavidade que a tua alma sabe imprimir. Delícias que a alma tem mas que só quem sente é capaz de alcançar a beleza do teu eco!
    Obrigada por seres quem és, como és!
    Ternurento abraço, Sempre!
    Bjiii

    ResponderExcluir
  10. Profundo conhecimento da alma, aqui encontro, tornando-me plena de ternura e encantamento.
    Beijo carinhoso, Eloah,
    da Lúcia

    ResponderExcluir
  11. Adoro este teu
    "Coração que derrama no peito".
    Quanta sensibilidade!!!!
    abraço

    ResponderExcluir
  12. Oi Eloah,

    Sempre bom voltar aqui No seu blog. Você é sensibilidade de alma! Lindo poema!

    Abs Leila Rodrigues

    ResponderExcluir

  13. Tão lindo, Eloah!
    Uma poema que esbanja sensibilidade.
    Adorei ler.

    Beijo.



    ResponderExcluir
  14. Toda alma é mistério de enternecer, quanta sabedoria nesse seu poema! Um abraço, Yayá.

    ResponderExcluir

De fragmento em fragmento vou compondo a minha história.Obrigada por fazer parte desta historia.

Fragmentos

Fragmentos

Recomeço

Recomeço