sábado, 20 de abril de 2013

Por Todos os Momentos



Por todos os momentos que desprevenida encarei o vazio da esperança e em desalento aprisionada a este sentimento, errei o passo.

Por todos os momentos em que a benevolência circulava além das sombras e me fazia recuperar, desafiadora, as cores da vida e resgatar as imagens do sonho.

Por todos os momentos de lassidão silenciosa, como a paisagem lá fora, que me fazia não uma criança, nem uma mulher, mas só uma expectadora.

Por todos os momentos de dor e de queda, tal qual às folhas que caem como espiral e vão deixando  rastros invisíveis no ar .

Por todas as vezes que ávida, pude absorver os aromas banidos da vida e com paixão e energia vital emoldurei as vielas do caminho.

Por todos os momentos que engavetei vaidades, sonhos e sem desafetos recolhi-me nas lentas, inquietas e gastas horas do tempo.

Por todos os momentos que seduzida mergulhei nos sentidos, doei meu coração e  fiz do amor, doce, delicada e eterna chama.

Por todas as diferentes e outras maneiras de amar que pude viver e ter, rendo - me aos afetos e a soberana gloria de simplesmente viver.


quinta-feira, 18 de abril de 2013

Devoção



Dia 19 de Abril, no seu Dia
Homenageio meu Santo Protetor

Sou convicta devota de Santo Expedito.
Fui apresentada ao Santo legionário - comandante da XII Legião Romana no final do século III, protetor e ajudante das causas urgentes e de difícil solução, há mais de 20 anos.
 Ocasião, hoje eu sei, que representou um marco na minha vida. Foi a cerimônia de iniciação, o certificado solene da fé e a afirmação divina de que o mistério da essência da crença está em nós.
A beleza, a grandeza silenciosa, essa fonte copiosa inesperada da gloriosa esperança, adormecida e velada, tida perdida, se abrasa no profundo interno mundo, vindo à tona.
Com o tempo desdobro meus sonhos e num ato de fé miraculoso vou lentamente dividindo com o Santo, avara, é claro, os meus sentimentos.
Nos gestos sinceros, na prece verdadeira vou conquistando meu refugio e alicerce amigo. Criatura abençoada que sou, propago, obstinadamente aos ventos e aos entes, essa alquimia protetora.

“Santo Expedito,  devolva-me à paz e a tranqüilidade.

Serei grata pelo resto de minha vida e levarei seu nome á todos os que têm fé. 

Que assim seja.

 Amém!


sábado, 13 de abril de 2013

PRELÚDIO




Leve,  flutua

Rota voluta
Inunda
Cria movimentos
Farta e lentamente.
Como vagas nas correntes
Harmoniza
Acalma
Partilha
Se entrega ,
Se distancia
Rodopia e,
Encanta
...Inesperadamente.